artigo recomendado


PERISSINOTTO, Renato Monseff; VEIGA, Luciana Fernandes. Profissionalização política, processo seletivo e recursos partidários: uma análise da percepção dos candidatos do PT, PMDB, PSDB e DEM nas eleições para Deputado Federal de 2010. Opinião Pública, Campinas, v. 20, n. 1, abr. 2014.
Este artigo procura analisar a profissionalização política e seus efeitos em quatro partidos brasileiros - o Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o Partido da Social-Democracia Brasileira (PSDB) e os Democratas (DEM), tendo como objeto os candidatos a deputado federal por essas legendas nas eleições de 2010. A pesquisa baseia-se em survey aplicado a 120 candidatos a deputado federal. A partir de uma definição conceitual foi construído o índice de profissionalização política. Como resultados, constata-se menos "profissionais da política" e mais "políticos ocasionais" dentre os candidatos dos quatro partidos em 2010. A tendência é mais acentuada entre os candidatos de centrodireita. Políticos profissionais e políticos ocasionais têm leituras distintas sobre que aspectos mais importam na hora de definir a composição da lista e as chances de vitória eleitoral.
_____________________________________________________________________________________________________________________

19 de dezembro de 2008

entrevista com Jean-Claude Passeron: a história da sociologia acadêmica na França

[foto: Bill Ray, Paris,
May 1968. Life]

A Radio França traz uma longa entrevista com
Jean-Claude Passeron.
Passeron é diretor de estudos da École des hautes études en sciences sociales de Paris. Escreveu em parceria com Bourdieu Les Héritiers (1964) e La Reproduction (1971). Atualmente dedica-se ao estudo da epistemologia das "ciências históricas". Dele pode ser lido em português O raciocínio sociológico (ed. Vozes).
O depoimento trata principalmente da sociologia na França, a profissão do sociólogo, métodos de pesquisa, a garantia de Raymond Aron à disciplina etc. O pretexto para a entrevista é o aniversário de 40 anos da publicaçao do livro Le métier de sociologue (1968).
Na apresentaçao o entrevistador nota que a institucionalização do diploma de Sociologia na França data de 1958. Passeron, Bourdieu e Chamborendon contribuíram para inventar a forma de ensino da Sociologia.
Para ouvi-la clique aqui.

dois artigos importantes de Passeron:

Jean-Claude Passeron. L'inflation des diplômes. Remarques sur l'usage de quelques concepts analogiques en sociologie, Revue française de sociologie, 1982, n° 4, pp. 551-584.

Jean-Claude Passeron. Biographies, flux, itinéraires, trajectoires, Revue française de sociologie, 1990, n° 1, pp. 3-22.

.
.

Nenhum comentário: