artigo recomendado


COSTA, Paulo Roberto Neves; COSTA, Luiz Domingos e NUNES, Wellington. Os senadores-empresários: recrutamento, carreira e partidos políticos dos empresários no Senado brasileiro (1986-2010). Revista Brasileira de Ciência Política [online]. 2014, n.14, pp. 227-253.
O trabalho analisa o recrutamento legislativo dos senadores que foram empresários antes do ingresso para a política durante democracia brasileira atual. O objetivo é examinar se, assim como estabelecido para a Câmara dos Deputados, esse tipo de político profissional se acomoda majoritariamente nos partidos à direita do espectro ideológico e se a soma da sua condição social com os partidos em que militam terminam por produzir rotas mais curtas de carreira política até o Senado. Para tanto, utiliza-se análise descritiva dos dados de ocupação, escolaridade e carreira política dos 240 senadores titulares eleitos entre 1986 e 2010. Os dados mostram que, ainda que posicionados nos partidos de direita e centro, os senadores que foram empresários não desfrutam de carreiras mais curtas, mostrando que o padrão de carreira política para esse cargo é diferente daquele observado para a Câmara baixa.
_____________________________________________________________________________________________________________________

19 de dezembro de 2008

entrevista com Jean-Claude Passeron: a história da sociologia acadêmica na França

[foto: Bill Ray, Paris,
May 1968. Life]

A Radio França traz uma longa entrevista com
Jean-Claude Passeron.
Passeron é diretor de estudos da École des hautes études en sciences sociales de Paris. Escreveu em parceria com Bourdieu Les Héritiers (1964) e La Reproduction (1971). Atualmente dedica-se ao estudo da epistemologia das "ciências históricas". Dele pode ser lido em português O raciocínio sociológico (ed. Vozes).
O depoimento trata principalmente da sociologia na França, a profissão do sociólogo, métodos de pesquisa, a garantia de Raymond Aron à disciplina etc. O pretexto para a entrevista é o aniversário de 40 anos da publicaçao do livro Le métier de sociologue (1968).
Na apresentaçao o entrevistador nota que a institucionalização do diploma de Sociologia na França data de 1958. Passeron, Bourdieu e Chamborendon contribuíram para inventar a forma de ensino da Sociologia.
Para ouvi-la clique aqui.

dois artigos importantes de Passeron:

Jean-Claude Passeron. L'inflation des diplômes. Remarques sur l'usage de quelques concepts analogiques en sociologie, Revue française de sociologie, 1982, n° 4, pp. 551-584.

Jean-Claude Passeron. Biographies, flux, itinéraires, trajectoires, Revue française de sociologie, 1990, n° 1, pp. 3-22.

.
.

Nenhum comentário: