artigo recomendado


Sergio Simoni Junior, Rafael Moreira Dardaque, Lucas Malta Mingardi. A elite parlamentar brasileira de 1995 a 2010: até que ponto vai a popularização da classe política? Colombia Internacional, n. 87, p. 109-143, maio-ago. 2016 .
O objetivo deste artigo é debater a tese da popularização do perfil social dos parlamentares brasileiros buscando ressaltar que a literatura, ao ignorar a assimetria de poder institucional entre os legisladores, pode apresentar um viés no seu diagnóstico sobre as características da representação política no Brasil.
__________________________________________________________________________________

7 de março de 2010

política e região: programa de curso na ufpr (2010/1)

[Elemento Terra, 1989.
Terra Roxa, SP.
Delfim Martins.
Pirelli/MASP]

Abaixo o programa provisório do curso "Política e Região" às terças-feiras a noite na UFPR. O curso será dividido com Camila Tribess

O objetivo do curso é, além do de superar o padrão escolar tradicional das disciplinas convencionais, contruir uma plataforma empírica e teórica para o estudo da dinâmica política em contextos subnacionais. Para tanto uma série diferente de atividades estão programadas.

Pode-se dizer que o curso se organiza mais como um laboratório de aulas práticas do que uma disciplina regular. É importante notar que todos os estudantes deverão fazer o curso de SPSS oferecido durante a disciplina e que este é um pré-requisito para seguir neste curso.

Na primeira parte, mais "teórica", haverá, além das aulas, seminários sobre as referências indicadas sobre política regional. Os seminários serão apresentados por dois alunos e serão destacados mais dois alunos como debatedores. Todos os demais devem enviar ANTES DO SEMINÁRIO questões e comentários sobre os textos por e-mail para a lista de discussão do curso [politica-e-regiao@googlegroups.com]. Todos os dois apresentadores e os dois debatedores deverão entregar após o seminário um relatório sobre a atividade.

HC160 – POLÍTICA E REGIÃO [clique aqui para baixar o programa em pdf]
UFPR Ed. D. Pedro II sala 606
TERÇAS, 18h30min – 22h20min
politica-e-regiao@googlegroups.com 

Programa e cronograma 
Aula/data
Conteúdo

APRESENTAÇÃO DO CURSO
Aula 1.    9 março: A nova agenda de pesquisas do federalismo brasileiro
SEMINÁRIOS/AULAS

Aula 2.    16 março: Teses e teorias sobre o federalismo
Aula 3.    23 março: Relações políticas entre executivos estaduais e bancadas federais
Aula 4.    30 março: Processos decisórios e políticas de governo no contexto do federalismo
Aula 5.    5, 6 e 7 abril
  • Curso SPSS das 14h às 18h (Bruno Bolognesi; UFSCAR)
Aula 6.    13 abril: As elites políticas estaduais
  • DANTAS NETO, P. F. O carlismo para além de ACM: estratégias adaptativas de uma elite estadual. In SOUZA, Celina e DANTAS NETO, Paulo Fábio (orgs.). Governo, elites políticas e políticas públicas nos estados brasileiros. Rio de Janeiro: Revan, 2006. (comentário 4)
  • PERISSINOTO, Renato; COSTA, Luiz Domingos  e  TRIBESS, Camila. Origem social dos parlamentares paranaenses (1995-2006): alguns achados e algumas questões de pesquisa.  Sociologias [online]. 2009, n.22, pp. 280-313. (seminário 8)
  • ABU-EL-HAJ, J. Classe, poder e administração pública no Ceará. In: Parente, J. e Arruda, J. M. (orgs.). A Era Jereissati: modernidade e mito. Fortaleza: Fundação Demócrito Rocha, 2002. 
  • CODATO, Adriano e GOUVÊA, Julio Cesar. Os atributos da elite político-administrativa: uma visão descritiva dos ocupantes dos empregos políticos no Paraná. In Perissinotto, Renato Monseff et al. (orgs.). Quem governa? Um estudo das elites políticas do Paraná. Curitiba: Editora UFPR, 2007, p. 49-67.
Aula 7.    20 abril:
Aula 8.    27 abril: A dinâmica do universo das elites políticas no contexto do federalismo
ATIVIDADE PRÁTICA

Aula 9.    4 maio
  • Apresentação dos bancos de dados sobre elites políticas regionais do NUSP (Renato Perissinotto). Análise dos dados das elites políticas do estado do Paraná (bancos das elites legislativas, administrativas e partidárias dos governos Lerner e Requião – do NUSP), com elaboração do problema empírico e teórico para o paper.
Aula 10.    11 maio
  • Seleção de casos e divisão em grupos; frequências
Aula 11.    18 maio
  • Comparações
Aula 12.    25 maio
  • Crosstabs
Aula 13.    1 junho
  • Gráficos
A PRÁTICA DA PESQUISA

Aula 14.    8 junho
  • Entrega de um resumo do que será o paper final, com a definição do problema empírico e das variáveis que serão utilizadas.
Aula 15.    15 junho
  • Professores disponíveis para consultas e dúvidas quanto ao tema do paper (dados e/ou teorias).
Aula 16.    22 junho
  • Entrega do paper final [clique aqui para ver o modelo].
.

Um comentário:

Anônimo disse...

=D o modelo deste paper final deixou a vida taaão mais simples.