artigo recomendado


Lopez, Felix, & Almeida, Acir. (2017). Legisladores, captadores e assistencialistas: a representação política no nível local. Revista de Sociologia e Política, 25(62), 157-181.
O artigo analisa a representação política local, focando as percepções e práticas cotidianas dos vereadores. Em particular, analisam-se suas escolhas entre estratégias de representação clientelistas e universalistas. Utilizam-se dados originais de entrevistas abertas semiestruturadas com amostra não representativa de 112 vereadores de 12 municípios de Minas Gerais. Por meio de análise qualitativa, classificam-se os vereadores em três tipos, de acordo com sua principal estratégia de representação, a saber: “legislador”, que se dedica mais às funções formais da vereança; “captador”, que prioriza o atendimento de pedidos coletivos dos eleitores; “assistencialista”, que prioriza o atendimento de pedidos particulares. Os resultados sugerem que essas estratégias são qualitativamente distintas e que a probabilidade de ocorrência do tipo assistencialista é maior em municípios pequenos, crescente no acirramento da competição política e decrescente na volatilidade eleitoral.
__________________________________________________________________________________

19 de março de 2014

submissão de trabalhos ANPOCS 2014

[Athos Bulcão,
Palácio do Itamaraty, 1967. 
Foto: Tuca Reinés] 

GT13 - Elites e Espaços de Poder 
Coordenação: Ernesto Seidl (UFSC), Adriano Nervo Codato (UFPR)

Ementa: O objetivo deste Grupo de Trabalho é promover um debate em torno do tema dos grupos dirigentes e dos espaços de poder a partir da discussão de trabalhos com foco em diferentes grupos dominantes nas mais diversas esferas sociais: política, partidária, cultural, econômica, burocrática e estatal, científica, religiosa, profissional. Deverão ser contemplados enfoques teóricos variados e abordagens metodológicas diversas, com ênfase nos seguintes eixos: i) morfologia dos espaços sociais, princípios de hierarquização e mecanismos de recrutamento e seleção de grupos dirigentes; ii) transformações recentes no espaço do poder, conflitos entre elites e disputas pela afirmação e supremacia de novos grupos dirigentes; iii) reconversão de recursos, legitimação e estratégias de reprodução de elites; iv) linguagens específicas e estruturas e estratégias de consagração de grupos de elite, disputas discursivas, ações performativas, rituais, visões de mundo e estilos de vida; v) discussão do rendimento de abordagens teórico-metodológicas na área e revisão de fontes e estratégias para o estudo empírico de grupos dirigentes.

Estão abertas as inscrições para submissão de resumos de trabalhos para as temáticas aprovadas em GTs e SPGs.
Prazo máximo para submissão: 25/03/2014.Confira o Edital completo.
 .

Nenhum comentário: