artigo recomendado


Lopez, Felix, & Almeida, Acir. (2017). Legisladores, captadores e assistencialistas: a representação política no nível local. Revista de Sociologia e Política, 25(62), 157-181.
O artigo analisa a representação política local, focando as percepções e práticas cotidianas dos vereadores. Em particular, analisam-se suas escolhas entre estratégias de representação clientelistas e universalistas. Utilizam-se dados originais de entrevistas abertas semiestruturadas com amostra não representativa de 112 vereadores de 12 municípios de Minas Gerais. Por meio de análise qualitativa, classificam-se os vereadores em três tipos, de acordo com sua principal estratégia de representação, a saber: “legislador”, que se dedica mais às funções formais da vereança; “captador”, que prioriza o atendimento de pedidos coletivos dos eleitores; “assistencialista”, que prioriza o atendimento de pedidos particulares. Os resultados sugerem que essas estratégias são qualitativamente distintas e que a probabilidade de ocorrência do tipo assistencialista é maior em municípios pequenos, crescente no acirramento da competição política e decrescente na volatilidade eleitoral.
__________________________________________________________________________________

18 de setembro de 2008

Bartleby, o escrivão - Uma história de Wall Street


Herman Melville
Tradução: Irene Hirsch

Li pela terceira vez este livro surpreendente e desconcertante.
J.L. Borges fez a tradução para o espanhol em 1944.

No Prólogo, escreveu isso: "É como se Melville tivesse escrito: 'Basta que um único homem seja irracional para que os outros o sejam e também todo o universo' ".

No site da Cosac e Naify há um link que traz análises interessantes do livro. Mas, acredito eu, nenhuma supera a verdade contida na frase do Borges.

Nenhum comentário: